20090727

CAPÍTULO 30

Quem quer que repouse no Tao ao governar os homens
não tenta resolver problemas à força
ou derrotar os inimigos pela força das armas.
Para cada força ha uma contra força.
Violência, mesmo bem intencionada,
sempre rebate e volta a cair sobre você mesmo.

O mestre faz seu trabalho
e depois pára.
Ele entende que o Universo
é eternamente incontrolável
e que tentar dominar os eventos
vai contra a correnteza do Tao.
Porque acredita em si mesmo,
ele não tenta convencer os outros.
Porque está contente consigo mesmo,
ele não precisa da aprovação dos outros.
Porque ele aceita a si mesmo,
o mundo inteiro o aceita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário